Moodboard saiba o que e e como fazer as vantagens de usar como fazer estilo paleta de cores texturas buscar resursos visuais procurar por referencias e inspiracoes alinhalo ao briefing

Moodboard saiba o que e e como fazer as vantagens de usar como fazer estilo paleta de cores texturas buscar resursos visuais procurar por referencias e inspiracoes alinhalo ao briefing

post

Moodboard: saiba o que é e como fazer

Publicado em: 16/12/2022 / Atualizado em: 16/12/2022

Categorias: BlogConteúdo

Um moodboard pode ser interpretado como uma coleção de referências visuais, auditivas ou textuais usadas por diferentes áreas do mercado, e que tem uma tradução que, literalmente, é estranha, que é “painel de humor”. 

Sendo uma técnica que aborda conhecimentos acerca do uso de elementos visuais como uma tradução da essência dos projetos, marcas ou até mesmo de determinados produtos, o moodboard é elaborado a partir de muita inspiração.

Inspiração que ajuda a transmitir o que é desejado por meio de cores ou imagens que ilustrem do melhor modo, colagem ou outras formas elementares de edição, fazendo com que o resultado final ajude a propagar ainda mais a marca.

Embora em alguns casos o moodboard possa ser feito manualmente, especialmente para demonstrar texturas de um banner de tecido poliéster, as formas de confecção destes painéis são feitas especialmente em formato digital. 

E, também, convertidas tanto em PDF, como também em outros formatos de imagens, como JPEG, GIF ou PNG, dependendo do material e dos elementos usados para fazer com que o moodboard tenha o efeito desejado. 

Muitos empreendimentos usam este painel como uma forma de dar vida visualmente ao briefing que foi criado em algum processo anterior, fazendo com que as chances de que a estratégia seja compreendida, assim como o propósito, aumente. 

Caso uma oficina mecânica especializada em freios deseje usar o moodboard como um recurso para alavancar ainda mais o negócio, é fundamental que ela compreenda as vantagens, para que a confecção se transforme em algo mais fácil de ser elaborado. 

E com o aspecto visual, o empreendimento pode ter bases ainda mais sólidas para se conquistar uma boa notoriedade dentro da segmentação de mercado na qual está atuando.  

As vantagens de usar o moodboard

Uma empresa que usa o moodboard como um auxiliar para as estratégias que irão entrar em vigor ou para o início de seus planejamentos, ganham a percepção e maiores vantagens em pontos como:

  • Visualizar melhor o resultado final de um projeto final;
  • Vetar ideias que podem não dar certo;
  • Economizar tempo futuro;
  • Saber a essência da marca para se destacar.

Trabalhar com aspectos visuais, quando se está elaborando estratégias, é um contribuinte para saber as bases futuras às quais os resultados e as ações estarão interligados, e por isso construir o moodboard ajuda a ter essa visualização. 

Porque não apenas os acertos tornam-se perceptíveis, mas também as ideias que podem não dar certo e que geram um prejuízo para a empresa de sinalização de piso industrial, por exemplo. 

Com um moodboard, é possível que o empreendimento também possa economizar tempo em suas ações, especialmente porque, sabendo o que deve ser realizado, as chances de desvios e outros pontos que levam ao gasto ou perda de dinheiro não ocorrem. 

E, assim, a empresa pode continuar se estabelecendo do melhor modo dentro do mercado, porque saberá o que fazer para destacar-se em relação aos demais negócios do segmento, especialmente por haver uma essência por trás das ações que ela realiza.

Portanto, as vantagens que o moodboard oferece ao negócio faz com que maiores chances dos produtos ou serviços de recuperação de fachadas de prédios sejam apresentados com qualidade para os clientes. 

Como fazer um moodboard?

A construção de moodboard pode ser realizada tanto em ferramentas de edição de imagem como em aplicativos com modelos semi-prontos, podendo facilitar para quem não possui grandes técnicas em edição. 

Porém, para que a construção de um moodboard possa trazer resultados positivos e ajudar a empresa a se estabelecer ainda mais dentro do seu mercado, algumas dicas e ações contribuem para, também, o resultado final chegar próximo ao desejado. 

1. Estilo

Diferentes estilos podem ser escolhidos para compor um moodboard. Se uma empresa está usando a técnica como uma forma de ajudar a elaborar a essência do novo produto ou serviço que será oferecido, é fundamental que ela compreenda a personalidade do cliente.  

Isso porque, quando se está criando uma campanha de marketing, área em que o moodboard é mais utilizado, o cliente é o principal e é o objetivo final que deve ser conquistado após toda a elaboração. 

Portanto, para que a empresa atinja esse objetivo, é fundamental conhecer os itens que ela  pode utilizar como ferramentas estilísticas que a munirão com a capacidade de fortalecer a sua imagem no mercado.

Os moodboards podem ser divididos entre estilos minimalistas ou mais modernistas, em que cores e traços sóbrios e rápidos podem fazer parte da sua composição ou, então, um formato de estilo que esteja mais ligado à imagem da marca no mercado, com o básico. 

Usar a identidade visual como uma forma de ajudar a construção do estilo do moodboard proporciona uma maior imersão ao que a empresa deseja, porém variando de objetivo para objetivo assim como de meta para meta. 

2. Paleta de cores

Ajudando a compor o estilo do moodboard, a paleta de cores também é uma característica importante quando se trata de construir esse painel. 

Porque é por meio de seus tons que não apenas uma empresa pode propagar ainda mais a sua imagem, como ao usar um panfleto restaurante, mas também pode recorrer a novas cores ou variações que interligam-na ao restante do projeto de design que foi concebido.

As chances de uma paleta favorecer determinados pontos do moodboard cresce em grandes percentuais e, desse modo isso faz com que a confecção do painel fique ainda mais convergente para com o que a empresa deseja. 

3. Texturas

Para maior aprofundamento na composição do moodboard, usar texturas que sejam convenientes ao desejado é um meio para fazer ainda mais a personalização do painel. 

Com camadas mais suaves, que ajudam na valorização do produto ou do serviço oferecido, uma textura é algo que pode impactar ainda mais o cliente, quando ele buscar por um ensaio gestante moderno

Aplicar a textura  é uma forma de trazer o resultado final mais próximo da realidade, e assim prever o que pode ou não funcionar para as mudanças já serem realizadas. 

4. Buscar recursos visuais

O moodboard pode ir além dos recursos visuais como as imagens, e uma dessas formas é por meio de vídeos. 

Conteúdos em movimentos ajudam a marca a se diferenciar dos outros negócios que atuam no mercado, demonstrando que o produto ou o serviço não são iguais aos demais que se encontram, e com isso, valorizando-os. 

Por isso, se uma empresa cria um moodboard de uma tag embalagem personalizada, usar vídeos ou outras formas mais interativas de apresentar o produto, ela o transforma em um diferencial que fará com que ela conquiste ainda mais os clientes. 

5. Procurar por referências e inspirações

Buscar tendências do mercado ou da sociedade para criar o painel é uma boa forma de fazer com que se tenha uma presença ainda maior dentro do nicho. 

Contudo, é importante também que referências e inspirações sejam distinguidas para que não sejam um plágio, algo que é considerado como crime e prejudica a imagem da empresa dentro do mercado com os clientes. 

Caso essa ação ocorra, é importante dar créditos ou citar qual foi a fonte, para não haver empecilhos que geram grandes prejuízos posteriores. 

6. Alinhá-lo ao briefing

Moodboard deve ter um alinhamento com o briefing. Devido a ser uma forma de representação da ação anterior, quanto mais alinhado visualmente estiver com as instruções dadas, melhores serão os resultados obtidos por meio do projeto.

Por exemplo, se os criadores de um briefing de uma sala de jantar planejada desejam criar um espaço mais rústico no ambiente, o moodboard pode apresentar componentes desde cores terrosas até a disponibilidade de materiais usados para decoração e mobília. 

Esse alinhamento demonstra ao cliente que a empresa está conectada a todos os seus procedimentos e que, também, busca concluir aquilo que foi estabelecido anteriormente, durante o início do planejamento. 

Considerações finais 

Um moodboard é uma forma visual de colocar a empresa em um bom lugar do mercado, uma vez que o branding de design é (e sempre o será) muito importante à obtenção de resultados.

Ele serve não apenas para transmitir uma ideia, mas até mesmo a imagem da empresa dentro do mercado. Com isso, as chances de fazer com que o moodboard seja um elemento fundamental são grandes, quando se compreende sua construção. 

Desde o estilo até a paleta de cores ou a textura, o moodboard é confeccionado e finalizado em ferramentas próprias para edição ou, então, aplicativos, cujos formatos de imagem atendem, geralmente, às exigências do designer que o faz.

Compreender e usar a técnica, além do projeto, oferece maiores chances do produto ou serviço da empresa ganhar destaque dentro do mercado com grandes concorrências. Por isso, é importante.

Assim, as chances do empreendimento se transformar em referência, quando se trata do nicho que atuam, são grandes devido ao equilíbrio e a um melhor preparo das estratégias, usando o grande apelo visual e imagético que o moodboard proporciona. Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Publicações recomendadas:


Inscreva-se em Nossa News:

Seja notificando sempre que tiver conteúdo novo disponível no meu canal do Youtube ou artigo no meu Blog.

Bruno Devs News


Link Curto para Compartilhamento

Compartilhe esse conteudo nas redes sociais ou por mensagem usando o link curto abaixo. Basta clicar em cima do link para copiar.

bruno.art.br/pb/2211

ID de Referência: 2211

Sugira uma publicação

Envie uma mensagem e sugira um publicação sobre um assunto que tenha dificuldades de resolver.

Clique aqui e entre em contato


Comentários