Conheça os melhores gatilhos mentais no design o que sao usados reciprocidade escassez saliencia prova social enquadramento contraste importancia

post

Conheça os melhores gatilhos mentais no design

Publicado em: 16/11/2022

Categorias: BlogConteúdo

Os gatilhos mentais são estratégias de estímulo para o cérebro capazes de influenciar as tomadas de decisão. As marcas precisam saber estimulá-los para persuadir os consumidores e alcançar seus objetivos.

As decisões que as pessoas tomam não são lógicas, e engana-se quem acredita que faz uma escolha 100% racional quando escolhe uma marca em detrimento de outra, pois o inconsciente é responsável por esse processo.

O marketing utiliza os gatilhos mentais há muito tempo e as empresas sabem muito bem que as pessoas gostam de se sentir importantes. Esses recursos podem ser usados de várias maneiras e em muitos lugares, inclusive no design.

Eles servem de base para as estratégias de marketing e vendas, e seu foco são as atitudes provocadas pelo inconsciente e que fazem as pessoas tomarem decisões de maneira praticamente automática.

Conhecê-los é indispensável para o sucesso de um objetivo, por isso, antes de aplicá-los, a marca deve estar ciente sobre vários aspectos que os englobam.

Para entender um pouco mais sobre o assunto e esclarecer todas as dúvidas, neste artigo, será possível ver o que são os gatilhos mentais e quais são as melhores opções para aplicar no design.

O que são gatilhos mentais?

Os gatilhos mentais nada mais são do que decisões que o cérebro toma de maneira inconsciente, automatizando ações e reservando sua energia para escolher as mais complexas, evitando o esgotamento mental do indivíduo.

São recursos da natureza humana e que facilitam o dia a dia, pois a todo momento as pessoas estão tomando decisões e fazendo escolhas. Desde o momento em que acordamos até o momento de ir para a cama novamente, tudo se baseia em decisões.

Escolher o que vai vestir para o trabalho é diferente de pensar em uma fachada glazing residencial. Entretanto, essas escolhas costumam passar despercebidas ao longo do dia e enquanto as pessoas realizam suas tarefas, o cérebro já está decidindo se vai continuar.

De acordo com um estudo realizado pela Cornell University, as pessoas tomam mais de 200 decisões pensando no que vão comer durante o dia, por exemplo, mas ninguém se dá conta disso.

O cérebro procura poupar o excesso de esforço em certas ocasiões, por isso o subconsciente se encarrega de algumas coisas, e é exatamente aqui que entram os gatilhos mentais.

Eles ajudam a enfrentar uma vasta quantidade de escolhas ao longo do dia, armazenando pensamentos, sentimentos e impulsos relacionados a experiências vivenciadas pelas pessoas desde a fase embrionária.

São situações individuais que dependem da experiência de cada um, relacionadas à cultura, relações sociais e necessidades básicas, portanto, os gatilhos mentais fazem parte da sociedade.

Mesmo fazendo parte da psicologia e da neurociência, um fabricante de etiqueta tag para roupas pode usá-los em suas estratégias de marketing e vendas, inclusive, na hora de pensar no design da marca.

Gatilhos mentais usados no Design

Depois de entender o conceito de gatilhos mentais, fica mais fácil saber como eles se aplicam no design, e são importantes para gerar impacto visual nos clientes. Dentre os mais usados estão:

Reciprocidade

A reciprocidade é um gatilho semelhante à solidariedade, ou seja, quando a marca oferece algo para o cliente, como um conteúdo de valor, fazendo com que ele se sinta obrigado a oferecer alguma coisa em troca, mas de maneira positiva.

Isso significa que se o design da marca tiver um conteúdo realmente útil e capaz de resolver as dores dos clientes, vai aplicar o gatilho da reciprocidade.

Escassez

O gatilho mental de escassez é um dos mais subutilizados do mercado e serve para demonstrar para o cliente que determinado produto ou serviço está disponível, mas por tempo limitado, além de ser de caráter exclusivo.

Para fazer uso desse recurso, a mensagem precisa mostrar claramente para o público que existe uma limitação, como quantidade de produtos, tempo da promoção e assim por diante.

Uma oficina mecânica pode criar uma oferta de serviço de suspensão automotiva durante uma semana, algo que vai atrair as pessoas que precisam consertar essa peça do carro, fazer sua manutenção, entre outras necessidades.

Mas é importante dizer que a escassez deve ser real, caso contrário o consumidor pode se sentir ofendido e até mesmo enganado, com isso, dificilmente ele vai voltar a fazer negócio.

Saliência

O gatilho da saliência não é muito considerado no design, mas trabalhar sua imagem é fundamental, pois está relacionado ao quanto a marca é considerada nos momentos de compra.

É capaz de criar pistas mentais para acionar os pensamentos do cliente em relação à empresa e está associada às suas ações de branding.

Um exemplo clássico são as lojas de roupas finas em comparação com as lojas que vendem peças mais populares. O primeiro exemplo consegue se destacar muito mais do que o segundo, e isso acontece por conta de ações e estratégias que geram pistas.

Usar uma placa luminosa em acm na porta do estabelecimento é uma forma de se destacar, mas é importante dizer que a saliência não está relacionada ao preço cobrado pelos produtos e serviços.

O gatilho de saliência está muito mais relacionado à impressão que a marca deixa, e é por isso que está diretamente relacionado com o branding.

Prova social

Esse gatilho se utiliza de depoimentos e relatos de outros clientes que podem ser colocados na plataforma de vendas, no site institucional e até nas redes sociais.

O consumidor moderno considera muito mais o que outras pessoas falam sobre os produtos, serviços e experiências de compra do que aquilo que a própria marca tem a dizer.

Para usar essa opção de maneira eficiente, é necessário criar um design que permita aos novos clientes acessar as opiniões de clientes mais antigos.

Um fabricante de papel de parede para sala de apartamento também pode incluir premiações e outras conquistas da marca.

Enquadramento

O enquadramento é um gatilho mental que ajuda a destacar determinada mensagem em relação às outras.

Também conhecido como composição, funciona com base em diversas estratégias do design para garantir a qualidade e a força na composição total da imagem do negócio. Se for bem aplicado, traz resultados surpreendentes.

Contraste

Por fim, o gatilho mental do contraste é muito mais do que sobrepor cores, visto que seu foco é comparar a marca em relação às demais. Costuma acontecer quando a empresa identifica que seu cliente não gosta da postura de outra marca.

Para usar o gatilho do contraste no design é necessário reforçar, por meio das mensagens do negócio, tudo aquilo que a organização não é.

É dessa forma que uma gráfica para impressão de livros vai conquistar a confiança dos clientes que não gostam de uma ou outra marca.

É o caso, por exemplo, de duas empresas, em que uma é conhecida por vender um excelente produto, enquanto a outra vende o mesmo produto, mas de qualidade mais baixa.

Mas é importante entender que o gatilho do contraste não deve se basear no defeito da concorrência, mas apenas destacar uma característica do negócio que o torna mais vantajoso para a clientela.

Importância dos gatilhos mentais

Existem vários tipos de gatilhos mentais que podem ser usados, mas é importante saber que eles são importantes porque trazem uma série de vantagens para uma creche em tempo integral, como:

  • Desperta emoções;
  • Resgatar lembranças;
  • Aumenta as vendas;
  • Melhora o engajamento.

Esses recursos funcionam como um despertador de emoções, fazendo com que as pessoas resgatem em suas lembranças sensações boas do passado. Consequentemente, gera engajamento e estimula uma ação.

Por serem muito poderosos, tornaram-se parte das estratégias de marketing e vendas de negócios dos mais variados tipos, tendo em vista sua capacidade de persuadir os indivíduos e convencê-los a tomar uma decisão.

Sem se falar no fato de que são muito fáceis de colocar em prática, principalmente nos canais digitais. Por conta disso, são ainda mais importantes para as organizações que vendem pela internet.

Qualquer negócio digital que não utilize os gatilhos mentais está perdendo grandes oportunidades. Nesse sentido, se um fabricante de totem stand deseja que as pessoas comprem mais, ele deve investir nessa prática.

Eles são capazes de persuadir as pessoas, fazendo com que elas reflitam sobre uma oportunidade de compra e façam uma boa escolha.

Considerações finais

Não é de hoje que os gatilhos mentais estão presentes nas estratégias de marketing e vendas das organizações, por essa razão também se mostram como uma excelente opção para o design da marca.

Existem muitas opções que podem ser trabalhadas, mas as mencionadas ao longo deste conteúdo, sem dúvidas, fazem toda a diferença para a empresa.

Depois de entender os seus conceitos, a aplicação dos gatilhos mentais vai ficar muito mais simples e trará excelentes resultados.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


Link de compartilhamento

Compartilhe esse conteudo nas redes sociais ou por mensagem usando o link curto abaixo. Basta clicar em cima do link para copiar.

bruno.art.br/pb/2139

ID de Referência: 2139

Sugira uma publicação

Envie uma mensagem para mim, e sugira alguma publicação de algum tema que tenha dificuldades de resolver.

Clique aqui e entre em contato


Comentários